Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uptown Girl

Blog Pessoal. Aqui fala-se sobre tudo e sobre nada.

Uptown Girl

Blog Pessoal. Aqui fala-se sobre tudo e sobre nada.

Must Have 2016- como resistir aos saldos parte 2

E agora um post com as minhas paixões (e possiveis compras) nos saldos, em 2016!

 

 

must have saldos.png

 Capa (Zara)- €69,99 ->Deus sabe há quanto tempo a ando a namorar! Já fiz vários posts com ela e é sem dúvida o meu "must have" da estação!

 Camisa (Lanidor)- €38,40 ->É uma cor neutra e por isso dá para conjugar com praticamente tudo! Ideal para os dias mais "preguiçosos" em que apetece pegar na primeira coisa que vem à mão e não ter de pensar no que fica bem com quê.

 Colar (BimbayLola)- €55,00 ->Adorei o colar. Foi amor à primeira vista! Fica bem com praticamente tudo, desde bordôs a beges, brancos, pretos, camel, castanho!

 Vestido Plissado Bordô (Mango)- €39,99 ->Apesar de simples, o vestido tem um corte que fica bem na maior parte dos corpos e pode ser conjugado tanto com um look mais descontraído de fim-de-semana como também com um look mais profissional (ver sapatos e acessórios**).

 Saia Laranja (Mango)- €19,99 ->Ok, esta não é essencial, mas é intemporal! Sempre adorei cortes simples mas "clean".

 

O que acharam? Ajuda na seleção de peças, PRECISA-SE!

**beijinhos 

Inspirational Look of the Week - Camila Coelho

 Esta semana para a rúbrica inspirei-me num visual muito "clean and chick" da Camila Coelho.

 Espero que gostem (:

 

look camila.png

 

Botas Zara- €49,95

Cinto Tiffosi- €7,99

Calças Skinny Jeans Mango- €35,99

Camisa Básica Algodão Mango- €9,99

Carteira Tiffosi- €29,99

Capa Zara (hand made)- €89,95

 

 

Saldos, saldos e mais saldos!

Os saldos já arrancaram em todo o seu esplendor!

A época da loucura começou e como o bacalhau está para o Natal, a Zara está para os Saldos.

Filas intermináveis nos centros comerciais, pilhas de roupa que não se sabe onde começam ou acabam, eis a "magia" dos saldos (para alguns).

A todas as mulheres que, por alguma razão, esperam ansiosamente a abertura da época dos saldos com tanto afinco, por favor não se atropelem! Sejam responsáveis e resistam. A pergunta que se impõe é: Como fazer isso? 

Como a DECO bem tem alertado, são já várias as cadeias de lojas que alteram os preços dos seus artigos intencionalmente, para que o cliente pense que, de facto, existe um desconto de tal forma grande que compensa comprar a peça. A verdade é que a maior parte dos artigos que vemos em exposição nos saldos, além de serem peças que não esgotaram em stock (e que por isso, se tem de desfazer mais depressa), têm preços muito inflacionados. Daqui resulta que o "desconto" acabe por não ser desconto nenhum uma vez que o preço é o mesmo que estava marcado antes dos saldos.

Assim, enquanto potenciais clientes, devemos estar sempre alerta para esta eventualidade e não comprar ao desbarato, só porque "sim" e porque "são os saldos e compensa". Estas são ideias erradas.

Antes de embarcar na loucura dos saldos devemos perguntar-nos: O que faz mesmo falta? Provavelmente vão concluir que não precisam de nada em especial, mas se a resposta à questão anterior não for esta, os próximos conselhos são para vocês.

Parte 1-como sobreviver aos saldos?

  1. Se por alguma razão optarem por ir aos saldos, por favor não se matem ou atropelem. Mantenham a vossa dignidade e sentido de responsabilidade (Lembrar de comportar-se como uma Lady)
  2. Fazer uma lista com coisas que realmente precisam, analisando os preços praticados em várias lojas (é para isso que servem as lojas online)
  3. Resistir ao impulso de comprar "coisas giras" e  que estão na moda. Lembrem-se, o que hoje está na moda, pode muito bem já não estar amanhã (além de que há tendências absolutamente pavorosas e que não ficam bem a qualquer tipo de corpo).
  4. Investir em básicos ( dão sempre jeito no dia-a-dia para conjugar com outras peças)
  5. investir numa ou outra peça mais cara (e de qualidade) mas que valha a pena numa perspetiva a longo prazo (de preferência, investir em peças intemporais)
  6. Estabeleçam uma meta do que querem gastar e não a ultrapassem para bem das vossas economias
  7. Se não gostarem de nada, lembrem-se que não são obrigadas a comprar. Há sempre a oportunidade de dizer não à zara (:

 

**Beijinhos e boas compras (se for caso disso) (:

 

 

 

Inspirational Look of the Week - by Zara

Os dias frios estão a chegar, mas nada temam minhas amigas!

A nova rubrica do blogue promete dar-vos muitas ideias para se inspirarem.

A partir de hoje, vou postar semanalmente um look (que vai ser a base de inspiração) e a partir daí tentarei recriar o melhor possível esse look com peças de roupa de cadeias de lojas acessíveis ao público em geral.

Para o Inspirational look of the week desta semana escolhi a Zara.

 

ook1.png

 Lenço riscas (ZARA) - €17,95

 Calças Biker (ZARA)- €29,95

 Galochas Vermelhas (Hunter)- €154,00

 Mochila cinzenta (ZARA)- €19,95

 Camisola Oversize Malha (ZARA)- €39,95

 

#JuntasCombatendoOFrioComGlamour

 

O que acharam do conjunto?

Beijinhos

Let it snow! - ideias natalicias em tempo de crise

ch3.png

ch2.png

ch5.png

It's Christmas time! E quem não gosta do natal? época de consumismo e de excessos (terrível para a dieta das senhoras)!

Pondo a coisa nos devidos termos, a pergunta de "one million dollar" em tempo de crise é mais "Como não gastar muito no Natal e não começar o ano em bancarrota?"

 Aqui ficam algumas ideias para decorar a casa - versão natal com pouco dinheiro .

 Beijinhos

 

Sapatos Unissexo, Made in Portugal e Personalizáveis - why not?

Hello!

Já conhecem a Freakloset? Para quem não conhece, a Freakloset é uma marca de sapatos unissexo, portugueses e personalizáveis.

A Freakloset é uma marca de calçado ainda muito recente (que também só hoje tive oportunidade de conhecer pelo artigo do Público) e que promete dar muito que falar pela inovação de modelos clássicos e intemporais a que estamos habituados a ver com a utilização de novos materiais, como o neoprene, com modelos iguais para homens e mulheres, a única diferença que existe são as obvias diferenças ergonómicas entre os pés. 

Talvez o maior "senão" é o facto dos sapatos, por não serem produzidos em grande escala, custarem cerca de 240 euros (modelos já feitos), sendo que este valor será maior caso estejamos a falar de modelos personalizados.

Aqui ficam algumas fotos da página oficial da marca (o fundo ficou a preto pela poltica anti-cópia da empresa).

**o que acharam? Beijinhos

ankle boot.png

derby botwin.png

monk marissa.png

 

Oh Nuno, tendência?

Segundo Nuno da Câmara Pereira, 90% dos homossexuais só o são por moda.

O que tenho a dizer sobre isto? Certamente teria muito, mas vou limitar-me a dizer o estritamente necessário porque não que perder tempo com ignorantes.

Ser gay não é nem nunca será um tendência. Não é algo que surja simplesmente porque toda a gente é, porque é moda.

É algo que sempre esteve e estará no interior da pessoa, uma tendência irracional de se sentir atraído por pessoas do mesmo sexo (e daí, o que tem? Não é amor também?)

Todos sabemos que és monárquico oh Nuno, mas fazeres comentários deste tipo? Já é estupidez a mais!

Mais um pseudo-labrego dos pseudo-intelectuais (e viva o Donald Trumpismo)!

 

 

*o que acharam sobre este comentário do Nuno da Câmara Pereira? Beijinhos

 

 

Inspirational stuffs - pensamentos e desabafos

Hoje partilho convosco uma pequena passagem de um texto de Pedro Chagas Freitas, que me diz muito:

 

"O pseudo é o labrego dos intelectuais: o parolo dos eruditos. Para o pseudo, o importante não é saber – é mostrar que sabe. O que é, na verdade, a prova de que afinal sabe muito pouco. Ou nada, vá.

O pseudo pode até (embora esses casos sejam, na realidade, muito raros) ler muito, estudar muito, saber muito – e nem assim deixa de ser o maior dos ignorantes. O soberano dos obtusos. O imperador dos toscos. Porque ler, estudar e saber não são simples processos intelectuais; são sobretudo, processos emocionais.

O pseudo é um analfabeto emocional, um mentecapto relacional: um amputado empático."

 

 

A minha leitura: Porquê contentar-nos com pouco? O mundo não é dos “pseudos”, dos que acham que já sabem tudo. Não importam o que digam, o mundo sempre foi e sempre será dos sonhadores, dos que ambicionam fazer mais e melhor, chegar mais longe.

O conceito de pouco e tudo são relativos mas nós, seres humanos, estamos mais perto de ficar no pouco, do que atingir o tudo.

Não somos perfeitos, estamos longe de saber tudo e quem acha que atingiu esse nível de sabedoria, está só na fase inicial do processo.

Ler muito e estudar muito, não quer dizer que se tenham adquirido todos os conhecimentos possíveis e imaginários. Há sempre algo a aprender, algo a melhorar. Essa deve ser a meta que nos propomos atingir a cada dia. Não nos contentarmos com o poucochinho, há que ser resiliente quando um obstáculo surge e para isso há que trabalhar, há que pesquisar, ler muito e estudar muito.

Contudo, esta não é uma capacidade que esteja ao dispor de qualquer um. Para se obter resultados há que pôr de lado a preguiça e trabalhar afincadamente na busca da pseudo-perfeiçao (se é que ela existe).

Só com trabalho podemos deixar de ser pseudo-intelectuais e tornarmo-nos naquilo que pretendemos ser. O céu é o limite. E o sonho comanda a vida. (: (:

Inspirador, hein? (: